Enviando anexos maiores do que o seu webmail suporta

Os serviços de e-mail atuais possuem capacidade de armazenamento gigantesca para a maioria dos usuários normais, mas a sua limitação de tamanho de mensagem ainda é pequena. Para conseguir vencer este obstáculo de envio de mensagens com anexos grandes podemos contar com os serviços de hospedagem gratuita e temporária de arquivos. Desta forma você pode enviar arquivos até 200 vezes maior que o limite do seu webmail.

Caixa de entrada com 1MB era suficiente na década de 90

Já se foi o tempo em que minhas duas primeiras contas de e-mail no finado Starmedia e no Zipmail tinham a incrível capacidade de armazenar 1MB de mensagens em cada um (era espaço para vida toda, dizia eu em minha inocência).

Eu era um feliz usuário de dois excelentes serviços de correio eletrônico e com esta capacidade toda eu não precisaria de mais espaço até que… bem, até que surgisse o flash, o java, os anexos multimídia como apresentações pps, vídeos, fotos de mais de 1 megapixel e tudo aquilo que a tecnologia moderna nos oferece para quase nada.

O tempo passou, a Starmedia e o Zipmail sumiram do mapa e atualmente os sistemas de correio eletrônico considerados referência são o Gmail, Yahoo! Mail e o Hotmail, entre outros que oferecem uma grande capacidade de armazenamento.

Caixa de entrada de tamanho ilimitado já não é suficiente hoje em dia

Qualquer sistema de e-mail que se preze, hoje em dia, deve ter uma capacidade que passe de 1GB, ou do contrário os usuários terão problemas de espaço logo, logo. O apelo por espaço de armazenamento tem crescido assustadoramente e não era por esperar menos que isso, o custo do GB em disco despencou nos últimos dez anos.

Lembro que meu primeiro HD de 2GB, comprado no final dos anos 90, me custou mais ou menos um salário mínimo (cerca de 450,00 hoje em dia). Atualmente com esta mesma quantia é fácil obter um belo disco de 500GB.

Perceba que o custo que era de R$225/GB caiu para R$0,90/GB, ou seja, com menos de R$1,00 é possível oferecer 1GB para cada cliente de e-mail. Por isso vemos os grandes provedores de e-mail oferecendo contas de tamanho exagerados e até ilimitados.

Exemplos? Atualmente o Gmail possui uma capacidade de 7.5GB e crescendo a cada segundo; o Yahoo! resolveu aposentar o medidor de espaço e você pode usar o quanto precisar que não há quaisquer limitações; sobre o Hotmail, eu não encontrei informações exatas, mas li valores como 25GB, 500GB e também ilimitado mas nada de exato ou confiável, de qualquer forma se tiver nos 25GB perceba que ainda assim é muito espaço para grande maioria dos usuários.

Muitas mensagens pequenas e nenhuma mensagem grande

Apesar da capacidade armazenamento ter crescido nestas proporções, a verdade é que a limitação de tamanho da mensagem ainda é ridícula. As nossas mensagens não podem ultrapassar o limite de 25MB para o Gmail e Yahoo Mail e apenas 10MB para o Hotmail.

Isso quer dizer que se você precisar enviar por e-mail uma apresentação, ou qualquer outro trabalho carregado de fotografias e outros recursos pesados é bem provável que não consiga porque embora a sua caixa de e-mails e a do seu destinatário tenham bastante espaço disponível, elas não suportam mensagens maiores que 10MB ou 25MB.

Espremendo e dividindo

Dependendo do tamanho do arquivo é possível compactar o arquivo usando um algoritmo de compactação como Rar, Zip, Gzip, 7Zip entre outros tantos fornecidos por conhecidíssimos compactadores de arquivos, tais como WinRar, Winzip, 7Zip etc.

Em alguns outros casos particulares, mesmo compactando o arquivo continuará além dos limites do seu webmail e ai é possível usar um divisor de arquivos que que “quebrará” o seu arquivão em pequenos arquivinhos e que everão ser unidos novamente quando recebidos.

Se não me falha a memória o Winzip e o Winrar tinham esta capacidade e você poderia compactar um arquivo e dividí-lo em partes de tamanho definido. Depois bastaria enviar duas ou três mensagens, cada uma com um pedaço do arquivo.

Compartilhamento de arquivos

Quando o arquivo é grande demais a ponto da compactação não resolver e divisão do arquivo em partes menores se tornar uma dor de cabeça a melhor solução para envio de arquivos é usar um site de distribuição de arquivos.

Eu apresento aqui 4 sites destes, mas existem dezenas ou talvez centenas de serviços deste tipo. Se você optar por usar qualquer outro o procedimento será o mesmo.

RapidShare

O Rapidshare (http://www.rapidshare.com/) permite o envio de arquivos com até 200MB e que podem ser baixados até 10 vezes. Caso precise que o arquivo seja baixado mais vezes é preciso se registrar, ou então usar outro serviço.

A página inicial do serviço é quase parecida com a tela de um serviço de buscas, como a do Google por exemplo, mas ao invés de digitar uma expressão para procurar o que se tem é uma caixa para anexar o arquivo.

Seu funcionamento é feito em três passos e basicamente é o mesmo adotado por todos os outros serviços:

  1. Clique no botão “Enviar arquivo…” ou na caixa de enviar arquivo para escolher o arquivo que está em seu computador;
  2. Clique no ícone “UPLOAD” e aguarde que o arquivo seja enviado (o tempo dependerá da velocidade doseu acesso a Internet e do tamanho do arquivo). Ao término você receberá dois links: Um para download e outro para excluir o arquivo.
  3. Envie o link de download por e-mail. Só isso!

O link para remover o arquivo, você deverá guardá-lo e tão logo a pessoa confirme que já o baixou você poderá usa-lo para remover o arquivo do sistema e assim ninguém mais o baixará. Caso você não remova o arquivo ele será automaticamente removido após um período de 60 dias sem receber download.

Se não quiser que o arquivo seja excluído automaticamente, você pode fazer uma assinatura no site e que de acordo com as suas necessidades poderá ser até a assinatura gratuita e assim o arquivo ficará disponível por quanto tempo você achar necessário.

O outro lado do fio – baixando o arquivo

Quando o seu amigo receber o e-mail e clicar no link que você passou, ele será direcionado para uma página comparando as vantagens de ser um cliente gratuito e um cliente Premium.

Se for o caso passe estas instruções para ele e avise que ele deve simplesmente clicar no botão “Free User”, logo abaixo do primeiro “reloginho”.

Ao fazê-lo, um contador será exibido na tela e ele deverá esperar um intervalo de tempo que pode durar de 30 segundos até alguns minutos para que apareça um botão escrito “DOWNLOAD”, onde ele deverá clicar para receber o arquivo.

Este tempo de espera existe como forma de limitar as atividade dos usuários não registrados e induzi-los a pagar pelo serviço, quando não haverá necessidade de esperar.

Easy share

Tal com o Rapidshare, o Easy share (http://www.easy-share.com/) permite o envio de arquivos com até 200MB e também possui uma tela bastante simples amigável para envio de arquivo, com a vantagem de ainda estar em português e não ter a limitação dos 10 downloads.

O funcionamento deste serviço também é similar ao do Rapidshare. Tal como naquele primeiro serviço, basta selecionar o arquivo, clicar em upload e aguardar que os links para download e exclusão sejam mostrados na tela.

Da mesma forma, você enviará o link para download por e-mail e quando o seu amigo recebê-lo verá uma página com um contador, onde após passar o tempo estabelecido surgirá um botão “Baixar”, que ele deverá clicar para receber o arquivo.

A desvantagem do serviço é que ao clicar no botão para baixar, um popup de propaganda será exibido e dependendo da propaganda e do momento poderá ser uma situação bastante constrangedora.

Sabendo disso cuidado para não enviar as fotos das suas férias na Disney para a sua prima freira enclausurada em um convento, os popups poderão exibir imagens que ela não deveria ver 😉

SendSpace

Este serviço (http://www.sendspace.com/) apresenta algumas diferenças em relação aos dois anteriores que são notadas de imediato na tela inicial e que o torna melhor em certas situações.

A limitação de tamanho de arquivo é de 300MB, ao invés de 200MB. O que pode parecer pouco são na verdade 50% a mais de espaço e que em alguns casos poderão salvar uma vida 😉

Após o upload do arquivo, opcionalmente, um e-mail poderá ser enviado para o seu amigo economizando este trabalho. Obviamente para isto é necessário que você forneça o e-mail do seu amigo e o seu. Caso você não os forneça, você apenas verá os links na tela e deverá proceder como no caso do Rapidshare e o do Easyshare.

Fornencedo os endereços de e-mail, ambos receberão uma mensagem (em inglês). A sua mensagem terá os links para download e exclusão do arquivo, enquanto que  a mensagem do seu amigo terá apenas o link para download.

Você pode enviar até 5 arquivos (com 300MB cada um), de uma vez só, usando o “Multiple Uploader” e o seu amigo receberá em um único e-mail todos os links para download.

Os arquivos enviados para o SendSpace ficam armazenados por tempo indeterminado, desde que estejam ativos, ou seja, recebendo downloads frequentes. Caso passe mais de 30 e não receba mais downloads então ele será excluído.

You Send It

Tal como o SendSpace, a partir da página inicial (http://www.yousendit.com/) você poderá fazer o upload do arquivo e enviar um e-mail automático quando a primeira tarefa estiver concluída.

Mas diferentemente do mesmo SendSpace, o You Send It permite também personalizar o assunto do e-mail e escrever uma mensagem introdutória, o que poderá ajudar se o destinatário não souber inglês (idioma da mensagem).

Como a mensagem é bem simples e direta, mesmo que você não escreva nada não será complicado para a pessoa entender o que deve fazer.

O que o estraga este serviço em comparação com os anteriores é a limitação de apenas 100MB para quem não é registrado (usuários registrados podem enviar até 2GB), mas ainda ainda não deve ser desprezado, principalmente se considerarmos que o nosso webmail só manda até 25MB.

Finalizando com segurança

Existem muitos outros serviços de compartilhamento mas basicamente quem viu estes quatro já viu todos. O processo de envio é similar e o de download idem.

A pergunta que poderia vir a mente em um momento de crise em que o instinto de segurança de informação aflore seria: Será que alguém não poderia ver e conteúdo do meu arquivo?

É resposta é: Sim, poderia. Mas se você pudesse mandar este arquivo diretamente por e-mail também poderia, então não há escapatória, sempre haverá alguém olhando o que você envia.

Uma coisa que se deve ter em mente é que na Internet quase nada passa despercebido ou escondido. Só o que muda além do serviço é a pessoa quem poderá ver as informações.

Caso você queira um pouco mais de garantia de que outras pessoas não abrirão o seu aquivo a sugestão é que você compacte o arquivo e coloque uma senha e não esqueça de enviar a senha, juntamente com o link para as pessoas quem poderão abrir o arquivo.

Mas como nota-se, a senha estará passeando em claro pela Internet e se valer a pena alguém tentará e conseguirá capturá-la juntamente com o link e a única forma de minimizar este problema é trocando mensagens criptografadas, assunto que já abordei algumas vezes por aqui.

Pra ter mais proteção do que isso só há um jeito: desligue os cabos do seu computador, inclusive o de força; tranque a sua CPU junto com os CDs, pendrivers e outras mídias em um cofre de aço; lacre a sua porta e guarde-o em uma buraco à 200m de profundidade totalmente preenchido de concreto.

Por fim, coloque sentinelas fortemente armadas vigiando o local em regime de 24×7 mas ainda assim, não confie nisso, se os dados que estiverem lá valerem a pena terá quem tente e consiga pegar seus dados de qualquer maneira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.