Se vocês programam tão bem, por que não escrevem uma biblioteca melhor?

Nós usuários de softwares de código livre passamos boa parte do tempo reclamando que o fabricante A não libera o fonte do software X, o fabricante B, não disponibiliza a API da plataforma Y e por ai vai. Eu também sempre fiz parte deste grupo até que alguns dias atrás eu li um texto o respeitável John “Maddog” Hall em sua coluna da Linux Magazine e que me fez rever este concieto radical. Há casos em que refazer novamente ou fazer do zero torna-se melhor do que aproveitar o que já se tem.

Não vou copiar e colar o texto aqui em respeito a revista que depende dos pageviews para sobreviver na selva que é a Internet. Mas o texto está em português é aberto, gratuito e basta clicar no link para lê-lo.

Só pra ativar a sua curiosidade, caso ainda não o tenha lido, segue um pequeno trecho:

Como eu tinha a dupla função de funcionário da Digital e difusor do Software Livre, fiquei dividido entre os dois grupos.
Depois de receber mais um email reclamando da falta de código-fonte, respondi à lista:
“Se vocês programam tão bem, por que não escrevem uma biblioteca melhor?”
Silêncio na lista.
Alguns dias depois veio um email: “Cos() está 5% mais rápida”.
Mais dois dias e chegou: “sqrt() está 3% mais rápida”.

Uma ideia sobre “Se vocês programam tão bem, por que não escrevem uma biblioteca melhor?”

  1. Pingback: Welington via Rec6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *