Instalando o pgAdmin4

O pgAdmin é uma das várias opções disponíveis para gerenciar bancos de dados PostgreSQL e apesar desta ferramenta ser bem antiga já se foi o tempo que ela era uma aplicação standalone (pgAdmin3).

A versão atual conhecida como pgAdmin4 já nasceu como uma ferramenta Web, porém, mesmo assim é possível instalá-la no seu desktop sem ter que se preocupar com gerenciamento de servidores web.

Só uns comentários

O pgAdmin4 foi totalmente escrito em Python com framework Flask e mais um punhado de tecnologias modernas trazendo novos recursos e uma nova aparência, no entanto ao contrário do velho pgAdmin3, esta ferramenta foi escrita para o ambiente Web então, quando você abrir a aplicação, um pequeno servidor web será iniciado em sua máquina e a ferramenta será aberta em seu navegador padrão.

Ainda há muita gente que torce o nariz para este formato de aplicação, e eu confesso que já fiz parte desse grupo de chatos, mas a verdade é que a aplicação acaba sendo beneficiada pela evolução mais rápida das tecnologias para desenvolvimento web que pipocam aqui e ali a todo instante, além de permitir aos desenvolvedores manter uma única base de código para desktop e servidor.

E engana-se quem ache que só aplicações opensource ou gratuitas usam esta técnica. Na instituição onde trabalho, tenho alguns storages das marcas das mais conceituadas no mercado de armazenamento onde mantemos algumas centenas de Terabytes de dados, e apesar de toda sua pompa e glória, a fabricante não se privou de criar o painel administrativo do equipamento na forma de uma “aplicação web” que roda localmente, inclusive na versão para Windows, exatamente como é o pgAdmin4.

Sem contar que atualmente é difícil encontrar alguém que trabalhe sem ter um navegador aberto, seja com seu e-mail, um comunicador, uma página do Github, Stackoverflow etc.

Instalado no Ubuntu / Debian

Até pouco tempo eu estava usando o pgAdmin4 instalado em um container docker rodando em minha máquina, mas não é preciso esse ambiente para rodar o pgAdmin, se você usa uma distribuição baseada em Debian basta seguir os três passos abaixo para instalação:

A versão atual, no momento que escrevo este artigo, pode ser instalada no Debian 9 e 10 e no Ubuntu 16.04, 18.04 e 20.04 (as três ultimas versões LTS).

Depois de instalada para iniciar a aplicação você faz como em qualquer outra aplicação. No seu menu de aplicativos procure pelo ícone do pgAdmin4 e clica sobre ele.

A mudança é que ao invés de abrir uma nova janela de aplicação, o seu navegador web é que abrirá uma nova aba e carregará a aplicação para você. No primeiro acesso lhe será pedido para informar uma “senha mestre”. Escolha uma senha ao seu gosto e então você terá acesso a página inicial para começar a adicionar seus servidores de banco de dados.

Caso você não use uma distribuição Debian-like, no site oficial é possível obter o pacote para distribuições RPM, ou mesmo para instalação via Pip (que é o instalador de pacotes do Python), ou mesmo a imagem do Docker para subir um container etc.

Referências

Página oficial do pgAdmin4 – https://www.pgadmin.org/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.