Não temos horário de verão no brasil este ano, ajustem seus timezones

De acordo com decreto nº 9772/2019 assinado pelo atual presidente da república não teremos mais horário de verão no Brasil e independente de gostar ou não da mudança ela esta ai e temos que agir para resolver os problemas que ela vai gerar (e que bom que mudanças geram problemas isso garante nossos empregos). O procedimento descrito aqui foi validado em algumas máquinas Linux com Debian, Ubuntu e CentOS mas possivelmente atende a outras distribuições com algum ajuste.

Vai ou não vai virar?

Para saber se o seu servidor vai virar para o horário de verão ou não, podemos usar o comando “zdump” que acompanha o pacote “tzdata” na maioria das distribuições.

O exemplo abaixo é de um servidor que vai virar para o horário de verão agora em 3-novembro-2019 (observe as duas ultimas linhas da saída do comando)

# zdump  -v /etc/localtime | grep 2019
 /etc/localtime  Sun Feb 17 01:59:59 2019 UTC = Sat Feb 16 23:59:59 2019 -02 isdst=1 gmtoff=-7200
 /etc/localtime  Sun Feb 17 02:00:00 2019 UTC = Sat Feb 16 23:00:00 2019 -03 isdst=0 gmtoff=-10800
 /etc/localtime  Sun Nov  3 02:59:59 2019 UTC = Sat Nov  2 23:59:59 2019 -03 isdst=0 gmtoff=-10800
 /etc/localtime  Sun Nov  3 03:00:00 2019 UTC = Sun Nov  3 01:00:00 2019 -02 isdst=1 gmtoff=-7200

Um sistema que não vai virar para o horário de verão (justamente o que nós queremos é o seguinte):

zdump  -v /etc/localtime | grep 2019
 /etc/localtime  Sun Feb 17 01:59:59 2019 UTC = Sat Feb 16 23:59:59 2019 -02 isdst=1 gmtoff=-7200
 /etc/localtime  Sun Feb 17 02:00:00 2019 UTC = Sat Feb 16 23:00:00 2019 -03 isdst=0 gmtoff=-10800

Servidores novos e que ainda recebam atualizações de segurança de seus desenvolvedores certamente já possuem um pacote tzdata atualizado (provavelmente baseado nos pacotes oficiais 2009b ou 2019b) e teremos uma saída como a do segundo exemplo, porém quem ainda possui servidores rodando versões antigas de seus sistemas operacionais a saída será igual a do primeiro exemplo e solução é atualizar o tzdata manualmente.

O procedimento de atualização é simples e poderia ser feito de diversas maneiras diferentes. Eu optei pela mais simples e que usa apenas um comando para ser executado.

Uma vez que identifico uma máquina que entraria no horário de verão (vide comando zdump acima) eu simplesmente sobreescrevo o seu arquivo de timezone pelo de uma máquina atualizada que não teria o problema, usando ocomando “scp”, como abaixo:

root@servidorvelho# scp wbraga@meudesktop:/usr/share/zoneinfo/America/Sao_Paulo /usr/share/zoneinfo/America/Sao_Paulo

Perceba que eu copio diretamente o arquivo de timezone do meu desktop para o meu servidor problemático. Este arquivo é exatamente o mesmo para qualquer distribuição então não se preocupe de estar copiando de um Debian para um Ubuntu, CentOS ou Redhat, ou qualquer combinação.

A única atenção ai é copiar o timezone correto que neste meu caso é America/Sao_Paulo. Como última dica então, o arquivo “/etc/localtime” na verdade é um symlink para o arquivo correto de timezone da sua máquina. Um “ls-l /etc/timezone” vai te dar a dica de qual arquivo copiar.

Procedimento completo de atualização do Timezone em um servidor Debian/Ubuntu

A imagem acima mostra o procedimento completo executado diretamente em um servidor de produção sem impactos no ambiente.

Automatizando com Ansible

A playbook abaixo é bem rudimentar mas me atendeu bem para configurar pouco mais de uma centena de máquinas Linux usando uma única linha de comando. Se interessar copie e altere-a de acordo com sua necessidade.

---
- name: Atualiza timezone dos servidores Linux
  hosts: VM

  tasks:
    - name: Pega o link para o localtime
      stat:
        path: /etc/localtime
      register: arq

    - name: Copia o arquivo de Timezone para o zoneinfo
      become: yes
      copy:
        src: '{{ arq.stat.lnk_source }}'
        dest: '{{ arq.stat.lnk_source }}'
        backup: yes
      when: arq.stat.islnk

    - name: Copia o arquivo de Timezone para o Localtime
      become: yes
      copy:
        src: /etc/localtime
        dest: /etc/localtime
        backup: yes
      when: arq.stat.isreg

Nesta PB eu considero dois cenários: Distribuições mais recentes possuem o /etc/localtime como um link simbólico para o arquivo de zoneinfo correto dentro de /usr/share/zoneinfo. Já as mais antigas usam uma cópia deste mesmo arquivo.

Para executá-la e atualizar todo o seu ambiente basta usar a linha de comandos abaixo:

$ ansible-playbook -K atualizatimezone.yml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.