WordPress … esse cara realmente parece bom!

No início de Outubro/2007 eu fiz meu primeiro post e abri oficialmente este blog pessoal. O que eu não cheguei a dizer foi o quanto eu já tinha pensado sobre isso e como faria! Serviço gratuito? minha própria hospedagem? meu próprio domínio?

Depois de decidir que queira o meu blog tudo tornou-se em uma interrogação. Até que, para encurtar a história, tive uma última interrogação que cuja resposta procurada foi respondida por mim mesmo após analisar vários CMS.

Optei pelo WordPress que estava com a nova versão 2.3 que tinha acabado de sair do forno e ainda estava quente. Alguns dias após isso vi uma notificação que tinha sido descoberto uma rara falha de segurança neste sistema e que já tinham lançado uma versão beta do 2.3.1 (disponível para download), corrigindo tal bug.

Eu já tinha esquecido do problema até esta manhã ao abrir o meu e-mail pessoal quando vi uma mensagem solicitando moderação de um comentário aqui do blog. Ao clicar no link que me conduzia ao painel administrativo tive duas agradáveis surpresas:

  1. Vi que era nada mais, nada menos que um spam e bastava marcar como tal
  2. Vi um aviso bem destacado na parte superior da página informando que a nova versão 2.3.1 estava disponível

A atualização consistia meramente em fazer o download do arquivo zipado, extrai-lo no meu computador e em seguida envia-lo para o meu serviço de hospedagem via FTP. Perfeito, 5 minutos após o sistema estava remendado 😉

Bem que o sistema poderia ter baixado os novos arquivos (cerca de meia dúzia apenas – eu vi usando o Meld, um programa para análise de diferenças em arquivos) e apenas perguntado se eu já tinha feito um backup e gostaria de fazer a atualização, né? Mas pra quem ainda mantém sites com o PHP-Nuke, isso já está excelente.

É claro que eu não considerei ai o tempo para fazer o backup dos arquivos e da base de dados do sistema antes do upgrade (Gato escaldado tem medo de água fria).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.