Debian 64bits ultrapassa todas as outras arquiteturas

De acordo com o Debian Popularity Contest, pela primeira vez na história do Debian, a arquitetura 64bits (AMD64) ultrapassa a velha arquitetura 32bits (também conhecida como i386). Neste mês de setembro o DPC recebeu dados de 60905 máquina com Debian AMD64, contra as 59574 do Debian i386.

Dados por arquitetura

O DPC, ou Debian Popularity Contest é um sistema que permite a comunidade Debian manter-se atualizada quanto aos pacotes que seus usuários estão usando em seus computadores e assim poderem focar mais ou menos naquilo que realmente interessa.

Particularmente eu uso ambas as arquiteturas. No meu netbook rodo 32bits com PAE para assegurar o suporte aos mais de 4GB de RAM, mas no desktop e em todos os servidores lá do trabalho o AMD64 reina absoluto.

Vale lembrar que o uso do DPC não é obrigatório e também não vem instalado por padrão – daí os números serem relativamente baixos-, então se você quer ajudar a melhorar estas estatísticas basta dar um apt-get install popularity-contest a partir da linha de comandos do seu “Debian-box”. A comunidade agradece pela sua ajuda. 😉

2 comentários em “Debian 64bits ultrapassa todas as outras arquiteturas”

  1. Camarada, o problema de usar o PAE e +4 GB de RAM em sistemas com 32 bits está na lenta paginação da memória: pelo que entendi, ao carregar outro aplicativo (que extrapole o endereçamento de 32 bits), o sistema joga tudo para a SWAP e recarrega os dados deste aplicativo para a memória “do zero”, diminuindo bastante a performance. Estou correto? &;-D

  2. Bom, eu nunca parei para estudar esta questão – embora nos tempos de faculdade tenha feito uma prova sobre o assunto e tirei um miserável 9.5. Flávio não gostava de dar 10.0 pra ninguém… mas não creio que o Swap tenha qualquer relação com isso. Quando se fala de páginas de memória refere-se a memória real do sistema. É o que se dá a entender ao ler a explicação da Wikipédia [1]

    Ainda assim, neste texto do Morimoto [2] cita a tal queda de perfomance devido ao constante chaveamento entre as páginas de 4GB que, particularmente, nunca notei. Mas considerando que toda gambiarra é prejudicial ao sistema é provável que cause algum inconveniente sim, afinal de contas essa geringonça toda sempre causa um overhead que será jogado para alguém resolver.

    A verdade é que mais vale 8GB utilizável de forma mais lenta no sistema do que 4GB ignorados e inutilizados (mesmo porque este chaveamento entre paǵinas não será mais lento do que um acesso ao arquivo/partição de swap). Se a intenção é usar um sistema de alta perfomance que se use 64bits, mas para desktop (e-mail, texto, web e joguinhos eventuais) é mais do que suficiente.

    [1] PAE. http://en.wikipedia.org/wiki/Physical_Address_Extension
    [2] PAE. http://www.hardware.com.br/termos/pae

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.