Edição de PDFs no Libreoffice para Linux

Há algum tempo que já existe o “PDF importer” para o Libreoffice, mas pouca gente conhece. Quando o padrão ainda era o Openoffice deveriamos instalar este plugin a partir do o Gerenciador de extensões, hoje – ao menos na última versão do Libreoffice ela já vem instalado por padrão (ao menos para o Windows), mas no caso do Linux Ubuntu (12.04) esta extensão encontra-se disponível nos repositórios oficiais da Canonical e deve ser instalada pelo usuário.

Extensões do Libreoffice

Extensões, plugins ou addons são pequenas ferramentas adicionais que se integram a uma uma aplicação especifica sem a sobrecarregar com funções que nunca serão utilizadas. O Libreoffice, como todo bom programa permite que o usuário instale apenas as extensões desejadas a partir do seu gerenciador de extensões e estas por sua vez podem ser baixadas do repositório oficial do Libreoffice que está disponível em http://pt-br.libreoffice.org/libreoffice/extensoes/.

Uma das minhas extensões preferidas é a extensão pra edição de PDFs que sugiro aqui e que excepcionalmente não está mais no repositório de extensões do Libreoffice. No windows ela já vem instalada como padrão e no Ubuntu a sua instalação é feita com um único comando (se desejar você pode usar a Central de Programas para instalar a extensão).

sudo apt-get install libreoffice-pdfimport

Se o Libreoffice estiver aberto feche-o e reabra novamente. Se você der uma olhadela em Ferramentas > Gerenciador de extensões verá que a nova extensão estará lá prontinha para uso – o que é bem simples. Para usar a extensão apenas abra o arquivo PDF desejado a partir de Arquivo > Abrir.

Nota sobre a edição de PDFs

Os arquivos PDFs não foram concebidos para serem editados daí quase todos os métodos para edição que temos disponíveis são ruins. De qualquer forma em muitos casos é melhor uma edição ruim e penosa do que não poder editar o arquivo. Para tentar facilitar, o que este importador faz é ler o seu arquivo PDF e então tentar interpreta-lo no Libreoffice Draw – mas não se anime, dependendo do arquivo, ele poderá perder algumas ou muitas configurações de diagramação e só tem um jeito para saber o que será perdido. Testando.

Perceba que, com isso, será impossível uma edição de texto ao estilo Libreoffice Writer ou Microsoft Word, onde você “enche o seu teclado de mão” e começa a digitar freneticamente. O Draw é uma ferramenta para editoração e por isso cada linha de texto do seu arquivo será convertida em uma caixa de texto editável – não tenho certeza mas acredito que isso se deve as limitações de formatação do padrão PDF. Mas como já disse antes é melhor do que nada.

Eu também havia dito que quase todos os métodos de edição são ruins. O método de edição do Libreoffice não é tão ruim, desde que você faça a coisa certa ao criar o seu arquivo PDF. Se você se habituar a criação de documentos híbridos PDF/ODF o Libreoffice poderá editar o seu arquivo diretamente na aplicação original e então salvar o seu PDF modificado sem perdas.

A criação de documentos híbridos está disponível à todas as aplicações da suíte Libreoffice – já para outros aplicativos eu não posso garantir. Assim, para criar um arquivo PDF/ODF a partir do Libreoffice vá em Arquivo > Exportar como PDF > Geral > Incorporar arquivo Opendocument. Com isso, seus arquivos PDFs terão uma cópia do arquivo original incorporada que permitirá a edição do PDF normalmente.

2 ideias sobre “Edição de PDFs no Libreoffice para Linux”

  1. Prezado @rogerio o PDF hibrido se comporta como um PDF normal, embora seja ligeiramente maior devido a necessidade de incorporar o documento original no arquivo. Assim, se você quiser abrir apenas para leitura abra-o normalmente como você já faz com qualquer outro PDF.

    Se quiser abrir para edição, basta ter o Libreoffice com a extensão instalada e então, como eu disse no texto, abrir o arquivo PDF pelo menu Arquivo > Abrir. A diferença aqui é que por termos o documento original embutido no arquivo do PDF híbrido ele será aberto no Writer, e não no Draw como acontece com um PDF padrão.

    abç

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *