Arquivos ODF no Microsoft Office

A Microsoft não quer dar o braço a torcer mas o formato ODF já é um padrão ISO/IEC, e mais cedo ou mais tarde governos e grandes indústrias passarão a trocar documentos neste formato, visto que já tem um grupo trabalhando na tradução desta norma para posterior aceitação pela ABNT . Por mais que MS relute, hoje já vemos pessoas que precisam enviar documentos neste formato para outras pessoas que nem sabem que ele existe e então temos duas alternativas: Convencer a pessoa a baixar / instalar / experimentar o OpenOffice.org ou uma de suas variantes como o BrOffice ou recomendá-las o plugin para abrir ODF no Ms-Office.

OpenOffice.org vs. Microsoft Office com plugin

Atualmente existem dezenas de aplicações que já suportam ODF, tal como o Abiword o K-Office, GoogleDocs etc. No site da Aliança OpenDocument há uma extensa lista de aplicações que já suportam esse formato padrão inclusive leitores e conversores, mas particularmente eu prefiro recomendar a instalação do OO.org, já que ele é muito completo permitindo ler e salvar neste formato, é pequeno, gratuito e não interfere no funcionamento do MS-Office, caso esteja instalado.

Para isso eu indico o link para download do BrOffice que é uma variante do OO.org original e que além do nome mudado (devido ao nome OpenOffice já estar registrado no Brasil) possui um dicionário maior e melhor que o do projeto original.

A última versão do OO.org/BrOffice (2.3 no momento em que esta nota foi escrita) está muito mais rápida que as anteriores e com vários recursos melhorados. Desde que o adotei (por volta do ano 1998) até hoje, se em algum momento eu senti falta de algum recurso que usava no MS-Office essa falta foi suprida ou contornada de alguma maneira. Tanto que nunca mais usei aquela suite comercial e antes que alguém diga que eu nunca fiz mais do que usar o Word como uma máquina de datilografia melhorada é bom eu deixar registrado também que já lecionei aulas de MS-Office desde a versão 4.2 (para Windows 3.1) até a versão 2000 e ainda sou um usuário avançado deste tipo de aplicação e que uso recursos que geralmente estão bem acima do uso básico por qualquer usuário como Documento em múltiplos arquivos (documento mestre), mala-direta, sumários e índices, numeração de títulos, controle de revisões, conversão para PDF, notas de cabeçalho e rodapé, documentos com vários formatos de página diferente (como ocorre em documentos científicos que seguem a normatização ABNT), exibição de fórmulas matemáticas etc.

Lendo arquivos ODF pelo MS-Office

Lamentavelmente há muitas pessoas que sentem medo do que não é da Microsoft e fojem do OO.org como o diabo da cruz. Algumas delas dão a desculpa de que o OpenOffice.org é muito diferente e que teriam que reaprender bla bla bla bla; mas é interessante vê-las apanhando pra usar o Office 2007, que é completamente diferente das versões anteriores, e nenhuma delas reclamam disso. “Afinal de contas foi uma inovação”, é o que dizem. É lamentável mas as pessoas preferem usar um software pirata e viver na criminalidade do que aprender a usar um outro software – um pouco diferente – e que faça a mesma coisa só que gratuito. É por isso que não sinto nem um pouco de pena quando quando a polícia federal “dá um trato” nesses indivíduos/empresas.Certamente que há umas poucas pessoas honestas que compram o software legalmente em meio a tanta gente cara de pau. Como também não podemos obrigar ninguém a usar o OO.org ao invés do MS-Office pirata então surge a alternativa do plugin para ODF que possibilita ao Microsoft Office abrir, salvar, importar e exportar documentos no formato padronizado.

Existem dois links para baixá-lo:

Estes plugins podem ser usados em qualquer sistema Windows 98 ou superior com o Office XP, 2000, 2003, ou 2007. Estranhamente o site para o plugin da Sun afirma que o Office 2007 ainda não tem suporte, entretanto o site do projeto odf-converter diz ser suportado e apenas não cita o Office 2000. Então fica aqui esta observação como peso para decidir qual dos dois baixar.

Infelizmente (ou felizmente, dependendo do ponto de vista) eu não tenho e não uso Ms-Office e nem mesmo o Windows e por isso não posso testar o plugin para avaliá-lo mas com certeza posso garantir que se uma empresa como a Sun está apoiando o projeto então ele no mínimo funciona bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.