A arte de escolher nomes para servidores

Todo computador, embora seja uma máquina, é uma entidade única no mundo tal como as seres vivos e como tal precisam ser identificados por um nome. Qual é o critério adotado para que você escolha o nome dos seus computadores?

Assim como acontece conosco, para que os computadores interajam em comunidade (rede) é preciso que eles sejam identificados de maneira única.Basicamente existem três formas de identificar um computador em uma rede: Endereço MAC, Endereço IP e Nome.

O endereço MAC é aquele endereço de 48bits geralmente representado em um formato como 00:02:6d:fd:c6:38 e que quase ninguém se preocupa e muita gente nem sabe que existe.

O endereço IP é mais popular e se assemelha com 192.168.1.25. Até algumas pessoas não muito envolvidas em áreas técnicas já ouviram falar dele e inclusive espera-se que para os próximos anos ele se torne ainda mais famoso em razão do esgotamento dos endereços da versão 4 e a necessidade de migrarmos para a versão 6 muito em breve.

Ambos os números são ótimos para identificar o computador, tal como são os números de identidade, CPF e outros documentos são para nós brasileiros. Mas assim como não é comum vermos alguém ser chamado na rua ou em conversas menos formais pelos números de seus documentos, isso também não ocorre com os computadores.

Para nós, humanos, a maneira mais natural de se identificar e referenciar alguém é através do seu nome. Desta forma identificar computadores com nomes acaba sendo uma maneira bastante trivial de nos referir a eles quando são o foco da prosa.

A escolha destes nomes é que é um processo interessante e curioso. Assim como os futuros pais sentam e discutem sobre o nome do novo filho que a “cegonha está por entregar”, os administradores de sistemas também discutem sobre o nome do seu novo servidor de rede. Uma vez já vi uma discussão séria por conta da escolha do nome de um servidor porque um indivíduo queria adotar nomes de cientistas famosos e outro queria usar nomes de antigos diretores da empresa.

Esta discussão pode ocorrer uma única vez na vida onde serão definidos uma série de nomes a ser usado pelos anos seguintes, a cada vez que chegar um novo equipamento, ou nunca. Um administrador simplesmente decide – como que por indicação divina – qual será o nome de cada um deles e ponto.

Não importa o modo como foi definido o nome dos servidores, o que chama a atenção mesmo é criatividade do sysadmin. A única regra que parece existir ao nomeá-los é que deve ser um nome familiar e que não seja mais complicado de decorar do que o seu próprio endereço IP (o que nem sempre é verdade – verifique com ping quais são os nomes dos servidores da Google, Yahoo etc).

Eu certa vez participei de um curso em uma instituição onde cada sala era nomeada como um continente e os computadores eram identificados por nomes de países daquele continente.

Nas minhas bisbilhotadas por ai ou conversando com alguns sysadmin acabei encontrando servidores cujos nomes são estados do país, times de futebol, atrizes, personalidades, animais e até mesmo personagens de filmes e séries de TV.

Existem aqueles ainda que por conta de usar clusters, virtualização e clouds acabam optando por um nome genérico acompanhado de números, como por exemplo nodes-001, node-002,… ; ou server101, server122, …; vm021, vm0034 etc.

Na instituição onde trabalho temos duas regras para isto: servidores físicos possuem nomes de espécies e/ou famílias de árvores brasileiras, tal como sumauma, acacia, ipe etc já para os servidores virtualizados são vm103, vm230 etc.

A pergunta então que fica para encerrar este post é: Em sua empresa, qual é a forma de nomear servidores?

9 comentários em “A arte de escolher nomes para servidores”

  1. Aqui na empresa decidimos nomear a nova leva de computadores com o primeiro nome de atrizes pornos consagradas como Jenna, Sasha, Alexis, Tori, Mônica, Julia, Viviane e Rita, mas é somente o pessoal da TI que sabe dessa peculiaridade.

  2. A infraestrutura é dividida por centros universitários e cada maquina tem algo relacionado a seu respectivo centro da UF.

    O centro de ciências da saúde por ex tem os:
    ritalina.uf…..
    protozoa.uf….
    influenza.ccs.uf….
    escherichia.ccs.uf…. (morrem até hoje pra lembrar como se escreve)
    troponina-rev4.uf…

    e assim vai.

  3. Como estamos reestruturando a TI decidimos usar os nomes da família Targaryes de Game of Thrones começando por Rhaegar, Rhaenys, Aegon, Daenerys…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.